02/06/2016

A dor da perda. Daniela Mendes

Edit Feito para você por com 16 Visões
Hoje, dia 31 de maio, ainda mês das mães, recebi a triste notícia de que Daniela Mendes, uma amiga querida veio a óbito. Simples assim, uma nota no facebook, avisava a todos que ela não resistiu ao aneurisma. Esteve internada há tempos e mantida em coma induzido, enquanto aguardava transferência para cirurgia.
É, não foi tão simples assim, por trás da nota em uma rede social, há a história de uma mulher como tantas, que lutou para conquistar o direito de manter junto com seu esposo, um lar digno, honrado e cheio de harmonia.
Lembro que como profissional era tão exemplar, que quando eu trabalhava na padaria e ela chegava, cuidava pessoalmente de montar seu desjejum. O café com leite sempre na temperatura de morno para frio, porque ela tinha pressa. Jamais deixaria de atender uma cliente porque demorou na padaria. De óculos escuros, porque dormia pouco, pelo muito trabalhar, sempre carregou no rosto um sorriso doce e no seu discurso , o que nos motivava eram suas palavras de conforto de apoio. Sempre pronta para nos ouvir e nos ler. Dani era visagista, ela nos conhecia ao ponto de nos virar de costas para o espelho, passar a tesoura com firmeza, com precisão cirúrgica, e quando nos voltava ao espelho, já sorria antecipando sem qualquer sombra de dúvida que iríamos amar o novo corte. 


Ela fez isso comigo, rimos que nem crianças por uns 15 minutos depois do pedaço enorme de cabelo que ela cortou sem avisar. Rimos porque amei. Rimos porque combinou tão imediatamente, rimos porque é bom demais fechar os olhos e confiar em quem sabe o que faz, assim como é muito bom saber que alguém confiou cegamente em nós. Eu com uma barriga de 35 semanas, sem saber o que fazer com os cabelos brancos e lá veio Dani me estimulando a deixa-los crescer, porque "São em mechas Ké, deixa ficar natural". Hilma da concorrência, que também amo de paixão disse o mesmo, e Dani emendou "Somos duas que gostam de você, te direcionando. Você vai nos desobedecer?"

E Dani era só isso? Imagina, Dani era muito mais, era correta, era sincera, era apaixonada pela família. 
Dani amava os filhos de maneira que TUDO para ela era falar o quanto os amava e o quanto era abençoada em ser mãe deles. Como todas nós, Dani tinha medo, medo de não bastar, de não ser eterna. Ela não teve o mês das mães desse ano, ela não esteve com a filha no dia da formatura, porque estava internada. E Dani tem um filho pequeno.

Eis o que li hoje, escrito pela filha:
Quem dera por um descuido, Deus te fizesse eterna.Não existem palavras para descrever o quão triste estou. Hoje o céu recebeu mais uma estrela. Uma estrela maravilhosa, amada, divertida e carinhosa. Além de mãe, você foi a minha melhor amiga! Sem você eu não teria me tornado a mulher que eu sou hoje e assim como você tinha orgulho de mim eu tenho orgulho de ter tido uma mãe tão maravilhosa como você. Hoje só me restam as lembranças, e pode ter certeza de que serão as melhores lembranças da minha vida.Eu te amo mãezinha. E sempre irei te amar.

Eu deixo aqui a reflexão que tem me tomado e me devorado por todos esses dias...
O mundo é cruel e não há nada mais cruel do que perder pessoas que nos nortearam. A dor de um filho que perde uma mãe é desoladora, é só mais uma dor, mas para quem a sente, é desoladora. 
Filhos, respeitem seus pais, amem seus pais, tratam suas mães como flores tão delicadas, que nem as devemos tocar, para que não percam o viço, o perfume. Prezem momentos de união, momentos de diversão, momentos de angustia juntos, porque ainda que o mundo seja cruel, nós que temos fé, não podemos deixar que tudo se acabe, assim, sem valor.
Dani partiu, mas deixou um legado, deixou sua história, sua marca de mulher, de amiga, de tia e mãe.

E você? O que deseja deixar para o mundo? O que você tem feito para valorizar seus filhos? Para valorizar sua mãe? O que você tem sido? 
Que eu como mãe, melhore, que eu como pessoa possa ajudar o mundo a ser um lugar melhor, que eu não seja eterna, mas que eu seja doce. Que eu tenha mais piedade, que eu tenha mais paciência, que eu consiga ser mais sensível ao ponto de compreender a dor do outro.

"Que é a vossa vida? Sois, simplesmente, como a neblina que aparece por algum tempo e logo se dissipa." Tiago 4:14

Desejo paz a sua família, desejo que recebam conforto e que tenham força.
Kézia Chaves

16 comentários:

  1. Nossa,muito emocionada. Meus sentimentos

    ResponderExcluir
  2. Perda de uma mae ou a perda de filho é triste e não conseguimos dizer qual doi mais.
    Eu espero ter força para quando for a minha hora, conseguir suportar.
    Para essa familia força

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A morte é um castigo. Produz uma dor impossível de descrever.

      Excluir

  3. Senti-me triste e emocionado com essa mensagem.
    Na maioria das vezes nao compreendo o proposito de Deus a realizar isso.
    Que sou eu para julgar? O que posso desejar é força para os filhos e que saibamos aproveitar todos os momentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus é perfeito, ele está no controle de tudo. Essa é minha base.
      Obrigada pelas palavras.

      Excluir
  4. quem estiver perto da filha, de um abraço por mim. sem palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que semana que vem a verei e darei um abraço.

      Excluir
  5. Fiquei tão sensibilizada e senti tanto com esse texto! Realmente nao sei o que deve ser mais dificil, agora que essa familia precisa de oração e muita força isso é facto. Kezia essa homenagem foi linda e obrigada por compartilhar isso conosco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Carol. Muita oração para que consigam passar por essa fase em paz. Obrigada pelo carinho e pela sensibilidade.

      Excluir
  6. Que homenagem!!
    Que o Senhor continue confortando toda a família e amigos!!
    Dani era espetacular!!!
    Após o nascimento do meu bebê eu ia ao salão todos os dias visitar ela é a Vânia (minha prima) e ela cuidava tanto, me ensinava, dava broncas, me ouvia.. Era uma mãe pra mim.. Visto que, a minha já se foi há 13 anos (ontem)..
    Espero deixar marcas aos Meus filhos, entre outros e fazer a diferença nesse mundo tão perdido!!
    Deus abençoe!!

    ResponderExcluir
  7. Linda homenagem...eu a conheci na escola, éramos mto amigas...perdemos contato pouco tempo depois que a Nathali nasceu e depois de alguns anos fiquei sabendo que estava morando em Suma ré e que tinha uma família linda e um lindo salão de beleza...nos reencontramos no face e mantivemos esse contato virtual até essa triste notícia nos pegar...vejo os comentários de tds e tenho mto orgulho de ter conhecido alguém como ela...fará uma falta imaginável...Parabéns pelas suas palavras!����

    ResponderExcluir